Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Bora lá Viajar!

Um blog de viagens de uma sonhadora que quer partilhar as suas experiências com o mundo.

Sex | 10.07.20

Nova Iorque // Dia 4 - Central Park & MET

Joana Lameiras

Com as logísticas de fazer sandes para o almoço de tanta gente (os 9 da família), começámos o dia um bocadinho mais tarde e fomos diretos para o Central Park.

O Central Park tem algumas semelhanças ao Hyde Park em Londres, mas é duas vezes maior. Abundam os esquilos, é claro, e tem muitas estátuas que tornam o espaço ainda mais interessante. Almoçámos em cima de umas rochas e foi bastante agradável.

 

Esquilo no Central Park.jpg

Central Park.jpg

Central Park.jpg

 

O plano era irmos ao MET (Metropolitan Museum of Art) na 5th Avenue logo a seguir, mas o que nós não contávamos era que o parque fosse tão extenso e que nos levasse um par de horas a atravessar (a parar bastante para tirar fotografias, claro). Acabámos por chegar ao museu perto das 15h e só saímos à hora de fecho, que penso que era às 17h30 naquele dia em específico.

Os bilhetes são $25 para adultos e $12 para estudantes (foi este último que eu adquiri). Dão acesso às três localizações do museu, o MET 5th Avenue, o mais conhecido e a qual eu fui, o Met Breuer, e o Met Cloisters. O museu é enorme, tem muitas galerias com diferentes tipos de arte para todos os gostos. Infelizmente, não consegui visitar tudo, apesar de tentar ver as peças com alguma velocidade. 

Devo confessar que ir a museus não é nem nunca foi a minha parte favorita de viajar. No entanto, costumo sempre ir a pelo menos um nas minhas viagens, o que significa que já visitei uma boa quantidade deles na Europa. Este museu é muito diversificado, tem arte de todas as partes do mundo. Dito isto, as secções de arte europeia, para quem já visitou outros museus, não são nada de especial. Em Itália e Espanha, por exemplo, já vi coleções muito mais espetaculares.

Desta forma, o museu destaca-se pela arte americana, algo que falta em muitos museus europeus e com o qual eu não tinha tido ainda contacto. Essas são realmente as partes do museu que, para um viajante europeu, diferem daquilo que temos no nosso próprio continente. Por esta razão, se não tiverem tempo para ver tudo, quero recomendar que se foquem mais nessas secções.

O museu é imponente e o seu terraço no topo é algo imperdível para aqueles que optam por não ir ao Empire State Building ou ao Rockefeller Center. Apesar de ser mais baixo do que qualquer uma das outras alternativas, continua a proporcionar uma excelente vista da skyline de Manhattan.

Sugiro que consultem antecipadamente os horários de abertura e encerramento do museu para a altura do ano em que vão, de maneira a terem tempo suficiente para o verem com calma e aproveitarem a experiência - vale a pena.

 

MET - Metropolitan Art Museum

Skyline de Manhattan vista do MET

Skyline de Manhattan vista do MET

 

fork.png  Lanche

Um cachorro quente de uma carrinha ambulante ao pé da entrada do MET que me soube às mil maravilhas, atendendo à minha fome!

 

Vendedores ambulantes de comida em Nova Iorque

 

No final do dia, passeámos pela 5th Avenue e ruas adjacentes, tirando tempo para comprar umas lembranças.

 

 

Guarda este post no Pinterest!

Um dia em Nova Iorque - Central Park & MET