Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Bora lá Viajar!

"Traveling – it leaves you speechless, then turns you into a storyteller"

Sab | 23.10.21

Capadócia // Roteiro de 1 dia (e meio!)

Joana Lameiras

Vale do Amor.jpg

 

Se alguma vez viram fotos de paisagens pitorescas com rochas únicas e centenas de balões de ar quente ao nascer do sol, provavelmente essas fotos foram tiradas na região da Capadócia, Turquia - um dos sítios mais fotogénicos do mundo inteiro.

Quando soube que ia à Turquia, decidi imediatamente que esta seria uma das paragens da minha viagem. Era impossível não vir aqui, impossível desperdiçar esta oportunidade de ir a um dos locais mais bonitos e únicos de sempre. E que boa que essa decisão foi! A Capadócia deixou-me boquiaberta com tudo o que tinha para oferecer. Que sítio mais lindo, com uma natureza fora do comum e espetacular. Mesmo tendo apenas explorado esta zona durante pouco mais de um dia, fiquei apaixonada. Visitei aquilo que queria visitar, vivi a experiência ao máximo, mas aviso que foi completamente extenuante! Extenuante, mas valeu a pena a 100%.

 

bed.png

   Alojamento

A capital turística da Capadócia é uma pequena terra chamada Göreme, muito adorável e cheia de hotéis. Escolhi um hotel chamado Stone House Cave Hotel, um sítio lindíssimo, com uma arquitetura espetacular, preços razoáveis, localização ótima e uns recepcionistas sempre prontos a ajudar, que trataram de imensas coisas por nós e nos auxiliaram sempre que preciso. Recomendo este hotel ao máximo.

 

Stone House Cave Hotel.jpg

Terraço do Stone House Cave Hotel.jpg

 

travel.png

   Itinerário

 

 

 

DIA DE CHEGADA

Chegámos bastante tarde a Göreme e ao hotel, e por isso fomos diretos comer alguma coisa a um restaurante.

 

fork.png  Jantar

Old Cappadocia - Já era tarde quando fomos jantar e por isso o restaurante estava bastante vazio. O espaço era bastante grande, o pessoal que servia às mesas muito simpático e a comida ótima! Aqui pedi uma massa de frango e cogumelos que claramente tinha sido feita com massa fresca e o sabor era excelente. As sopas também são muito boas.

 

DIA 1

O nosso dia começou bem cedinho, às 4h30 da manhã. Acordámos, vestimo-nos e descemos para a entrada, onde o carro da Butterfly Balloons nos apanhou e levou para o pequeno-almoço na sua sede.

Sim. Fomos andar de balão!!! 

Esta era sem dúvida a experiência para a qual eu estava mais entusiasmada de toda a viagem. E, sinceramente… foi espetacular. Foi espetacular mesmo com as dores de barriga com que eu estava no início do dia, e não eram poucas! O meu estômago escolheu o momento errado para começar a dar voltas… Mas eventualmente, passou. Depois de tomar o pequeno-almoço incluído, lá nos sentámos novamente no carro e partimos rumo ao sítio onde estava o balão, e de onde iríamos descolar.

Por esta altura, o sol já começava a nascer e já se viam alguns balões no ar. Entrámos no cesto do nosso balão e levantámos voo super suavemente. Ganhámos altitude e vimos uma das paisagens mais bonitas e mais pacíficas das nossas vidas… foi um momento como nunca tinha vivido. Adorei, simplesmente. Algo que todos têm de fazer pelo menos uma vez na vida.

 

Balão de madrugada.jpg

Nascer do sol.jpg

Balões no ar.jpg

Vista do balão.jpg

 

O voo durou cerca de 1 hora e depois de aterrarmos (de uma maneira também super suave), ainda ajudámos a esvaziar o balão, o que foi super giro, e tivemos a oportunidade de beber champanhe para celebrar! Champanhe às 7h30 da manhã não é muito a minha cena, mas também haviam sumos para que todos pudéssemos fazer um brinde. Para terminar, todos nós tivemos direito a uma medalha super gira e a um certificado! A medalha é também um íman, o que a tornou mais útil. Depois, deixaram-nos novamente no hotel, onde pudemos comer um segundo pequeno-almoço e descansar até às 9h30, a hora de partida da nossa tour do dia.

 

Celebração de champanhe.jpg

 

A tour que optámos por fazer foi a Red Tour. Existem três tours na Capadócia: a tour vermelha, a verde e a azul, sendo a vermelha e a verde tipicamente as mais populares. A Red Tour englobava locais que eu tinha mais curiosidade em conhecer, e era também uma tour menos exigente a nível físico, o que era importante para nós pois estávamos estafados. Custou-nos 30 euros a cada, com almoço incluído.

Inicialmente, a minha ideia era alugar um carro e explorar ao nosso próprio ritmo. No entanto, isto envolvia mais stress, pois não poderíamos usar GPS livremente, por causa de os dados móveis serem pagos. As tarifas eram um pouco elevadas, o que também não nos agradou. Por essa razão, acabámos por perceber que fazer uma tour compensa muito mais, tanto a nível de stress como a nível de preço, pois a tour inclui atividades que, se tivéssemos alugado carro, iriam ter de ser pagas à parte.

A tour começou no Göreme Open Air Museum, o museu ao ar livre de Göreme. Este museu é bastante perto do centro da aldeia e faz parte da lista de Património Mundial da UNESCO desde 1984. Aqui, é possível admirar exemplos de arquitetura na rocha, como o Convento das Freiras, com as suas salas de jantar e cozinhas, que podemos espreitar. No entanto, o ponto alto da visita ao museu são sem dúvida as igrejas, maior parte das quais nunca foram restauradas, e no entanto possuem pinturas, frescos, que ainda hoje estão impecáveis. Bem, estariam impecáveis não tivessem sido danificados há muitos anos por pessoas não-crentes na religião. Por essa razão, algumas das figuras religiosas das igrejas têm os olhos e a cara riscados.

 

Goreme Open Air Museum.jpg

Igreja no Museu ao ar livre de Goreme.jpg

 

Gostei bastante do museu, e isto foi em grande parte por ter uma guia, que explicou tudo muito bem, e tornou a visita mais interessante. Passámos aqui cerca de 1h30 e seguimos para o próximo destino: o Love Valley, ou Vale do Amor.

O Vale do Amor tem este nome pois as formações de rocha, chamadas chaminés de fada que veêm nas fotografias, têm uma forma… peculiar, que faz lembrar algo que tenho a certeza que não preciso de explicar. É também um local bastante popular para pedidos de casamento!

 

Vista para o Vale do Amor.jpg

Formações rochosas no Vale do Amor.jpg

Potes nas árvores.jpg

Camelo no Vale do Amor.jpg

 

Fiquei apenas cá em cima, não me tendo aventurado pelo vale, pois não tínhamos tempo na tour. Na minha opinião, essa é a única desvantagem das tours - é que por vezes acabamos por ver as coisas de forma um pouco superficial. No entanto, é bem possível fazer umas caminhadas por ali e deve ser muito giro!

A seguir, fomos a uma fábrica de cerâmica. A cerâmica é muito típica desta zona e tivemos a oportunidade de ver uma demonstração em tempo real. Vimos também as centenas de peças à venda, algumas das quais eram simplesmente espetaculares… os pormenores e a imaginação incríveis. Foi uma experiência diferente da qual gostei!

 

Demonstração de cerâmica.jpg

Espelho em cerâmica.jpg

 

Almoçámos num hotel, com direito a café nestas chávenas muito giras, assim como a delícias turcas.

 

Café.jpg

 

A primeira paragem depois do almoço foi o Castelo de Uçhisar. Este castelo feito de rocha é o ponto mais alto da Capadócia. Não subimos, apesar de ser possível fazê-lo, pois é algo que demora muito tempo e estava imenso calor (a subida é toda feita ao ar livre). A nossa guia disse também que a subida era um pouco perigosa. De qualquer maneira, é um castelo bastante imponente, mesmo visto ao longe, e está num sítio mesmo bonito.

 

Castelo de Uçhisar.jpg

 

Seguimos para o Vale da Imaginação. Mais uma vez, o nome deste vale tem razão de ser. As formações de rochas que se podem ver neste vale parecem tudo menos naturais, parecem fabricadas de propósito para ter aquele aspeto. Neste vale, é possível ver rochas que parecem mãos, camelos, patos… aqui, a imaginação é o limite.

 

Vale da Imaginação.jpg

Eu no Vale da Imaginação.jpg

 

A última paragem desta tour foi o Vale do Pasabag. Gostei imenso deste sítio! Era antes usado como zona de retiro para monges e padres. Aqui, as formações de rochas são muito giras e perfeitas para tirar fotografias. Gostei imenso!

 

Vale do Paşabağ.jpg

A minha irmã em Paşabağ.jpg

 

A tour acabou por volta das 16h30. Estávamos cansadíssimos, e por isso fomos descansar para o quarto de hotel. Por volta da hora do pôr-do-sol saímos novamente para passear um pouco e jantar.

 

fork.png  Jantar

Viewpoint - Este é um dos restaurantes com melhores vistas de Göreme. Por essa razão, pode valer a pena dar aqui um saltinho. No entanto, a comida deixou muito a desejar, assim como o serviço.

 

Vista de Viewpoint.jpg

 

DIA DE PARTIDA

Na última manhã em Göreme, recomendo passearem a pé um bocadinho pela aldeia. Existem imensas lojas de souvenirs, assim como lojas de tapetes que são incríveis por dentro. No entanto, nestas últimas é preciso ter cuidado, pois algumas lojas cobram dinheiro para tirar fotos… e o preço não é baixo!

Recomendo também irem ao miradouro de Göreme, que proporciona umas vistas lindas sobre a cidade e sobre o Vale dos Pombos. Dá umas fotos incríveis. Ainda melhor é se forem aqui ver o nascer do sol, pois passam bem perto balões de ar quente, tornando a experiência ainda mais única!

 

Miradouro de Göreme.jpg

Vista para o Vale Vermelho.jpg

 

Para terminar, recomendo escolherem um bom restaurante e comerem uma última refeição típica antes de regressarem a casa e darem por terminado uma viagem tão boa!

 

Guarda este post no Pinterest!

Capadócia - Roteiro de 1 dia e meio.png