Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Bora lá Viajar!

Um blog de viagens de uma sonhadora que quer partilhar as suas experiências com o mundo.

Qua | 01.07.20

Nova Iorque // Dia 1 - Staten Island Ferry, Little Italy, World Trade Center, Memorial 9/11

Joana Lameiras

Neste dia, vimos Nova Iorque, mais propriamente Manhattan, de perto pela primeira vez. Deslocámo-nos até ao Whitehall Ferry Terminal para apanhar o barco que nos iria levar até Staten Island. Staten Island em si não tem nenhuma atração especial, é uma zona essencialmente residencial. Nós nem vimos nada da ilha, limitámo-nos a sair do barco para entrar noutro que nos levaria de volta a Manhattan. Isto porque aquilo que faz com que centenas de turistas se desloquem ao terminal todos os dias é a viagem em si - permite ver a Estátua da Liberdade de forma completamente gratuita. Atenção: há excursões de barco que possibilitam ver a estátua de muito mais perto e melhor, mas nós optámos por esta viagem de ferry de 1h (30 minutos para lá e 30 para cá) e recomendo vivamente. Para além de podermos ver a estátua da Liberdade de longe, conseguimos ver a skyline de Manhattan e também a Brooklyn Bridge. Se estão à procura de uma maneira económica para ver a estátua e uma viagem tranquila de ferry, esta é sem dúvida uma ótima opção.

 

Skyline de Manhattan pelo Staten Island Ferry

 

Ao sairmos do barco, decidimos ir almoçar a Little Italy, na qual estava a decorrer o Feast of San Gennaro, um festival que ocorre todos os anos e dura 11 dias, tipicamente em meados de Setembro. Durante esta semana e meia, as ruas de Little Italy enchem-se de bancas de comida tradicionalmente italiana, desfiles coloridos e até competições de comer cannoli.

 

Little Italy

 

fork.png  Almoço

Gelso & Grand - pedi uns ravioli muito bons, mas a lasanha da minha irmã estava ainda melhor. Uma coisa curiosa é que, nos USA, as entradas são de graça, assim como a água. Eu aprendi isso quando pedi para tirarem as entradas para não gastarmos mais dinheiro e levei com uns olhares esquisitos - afinal de contas, quem é que não aceita comida grátis? Quando percebi o erro, acabei por pedir para deixarem na mesa - o que nunca falta à minha família é fome!

 

Caminhámos até Chinatown, que foi um bocadinho desapontante para mim, quando comparada com a de Londres, que é maior e mais viva. Nesta ChinaTown, há poucas lojas e restaurantes e muitos encontravam-se fechados. 

Continuámos a caminhar pelas ruas adjacentes à Little Italy, tendo avistado em vários prédios pinturas muito giras ao longo do nosso percurso até ao metro. No geral, aquela zona de Lower Manhattan é simpática e pouco caótica, comparativamente a outras zonas da cidade.

Para terminar o dia, fomos até ao World Trade Center e Oculus (estação PATH), um edifício imponente e muito diferente do que estava habituada a ver, tanto por dentro como por fora.

 

Oculus

Oculus

 

Mesmo ao lado, fica o Memorial e o Museu Nacional do 11 de Setembro, onde outrora estavam as torres gémeas. Não entrei no Museu pois era pago e estava uma fila gigantesca para comprar bilhetes, mas visitei o Memorial, que é ao ar livre e gratuito.

O Memorial é uma construção lindíssima e muito impactante. Tem escrito os nomes das vítimas do ataque, com rosas colocadas naqueles cujos aniversários seriam nesse dia. Naquele sítio, o ambiente é um pouco pesado e encontram-se várias pessoas a rezar. Este foi um dos locais que mais gostei durante a viagem, pela sua beleza inerente e respeito com que é tratado por todas as centenas de turistas presentes. O Memorial faz, sem dúvida alguma, refletir, e é algo imperdível numa viagem a Nova Iorque.

 

Memorial 9/11

 

 

Guarda este post no Pinterest!

Um dia em Nova Iorque: Staten Island Ferry, Little Italy, World Trade Center, Memorial 9/11